Ser competitivo é um fator determinante para o sucesso de qualquer negócio. Avaliar o sucesso ou insucesso dos concorrentes nos possibilita identificar oportunidades e melhorias a serem feitas em nossas estratégias de marketing.

O Benchmarking é uma metodologia utilizada a bastante tempo por grandes empresas. Mas essa metodologia pode ajudar a sua empresa, seja ela pequena, média ou grande a reposicionar seu negócio e aumentar suas vendas.

Mas como meu concorrente vai ajudar meu negócio?!

Mostrando de forma analítica o que ele faz que dá certo e o que ele faz que dá errado. Para essa análise ser feita é preciso ter em mãos dados que você consiga comparar.

O que quero mostrar neste conteúdo são algumas formas de análise que podem auxiliar você a acompanhar mais de perto o que seu concorrente pode ou não estar fazendo. Somente sabendo o que está sendo feito é que você pode fazer uma análise comparativa.

Você pode estar achando que tudo que seu concorrente faz é visível na internet. Você está certo, mas tudo só é realmente visível quando você interage com com uma marca por todos os canais e formas de interações possíveis.

O que são canais e o que são formas de interação?

Como canal podemos citar: Facebook, Instagram, busca no Google, e-mail, WhatsApp, Messenger, site, blog, etc.

Todos esses canais possibilitam que uma marca disponibilize conteúdos de interesse dos usuários. Cada canal tem suas funcionalidades que vão da simples publicação de imagens a textos longos e cheio de recursos visuais. Esses canais também disponibilizam funcionalidades de interação com esses conteúdos, como reações, curtidas, comentários, formas de compartilhamento, menções entre perfis, e até mesmo publicidade contextual ou direcionada por segmentação como o Google Ads e Facebook Ads.

Essas interações com esses diversos conteúdos podem possibilitar as marcas definir diversas automações de marketing e com isso se comunicar com os usuários de forma mais customizada e direcionada.

A dica é: interaja com seu concorrente!

Interagir com os conteúdos e anúncios dos concorrentes coloca você em diversos fluxos de automações de marketing e assim você fica por dentro do que seus concorrentes estão fazendo de uma forma completa.

Essas automações podem ser: felicitações de aniversários, lembrete de abandono de carrinho, cupons de desconto, conteúdos relevantes, etc. Existem diversas possibilidades de automação. Elas podem ser disparadas via e-mail, ou até mesmo utilizando recursos das próprias plataformas de publicidade do Google ou Facebook.

Frequência dos disparos de automação

É importante você verificar a frequência com que recebe mensagens dos seus concorrentes por meio de automações. Com isso você consegue até mesmo mensurar o custo médio por usuário que seu concorrente pode ter com o uso de determinada ferramenta de automação. Ferramentas como e-mail marketing geralmente possui custos tabelados por disparos e volume de contatos da base, então você consegue calcular a média de custo que seu concorrente tem ao disparar com certa frequência e-mails para um contato.

Redes sociais e engajamento

Outro maneira de você complementar a análise da concorrência é verificando como os usuários se comportam com o conteúdo do concorrente nas redes sociais. Mapear os principais tópicos abordados no conteúdo e como os usuários reagem a esses conteúdos pode ser um bom indicativo de qual pauta de produção você pode iniciar ou reposicionar seus conteúdos nas redes sociais.

Vale lembrar e observar também a frequência com que esses conteúdos são publicados. Uma, duas ou mais vezes por semana?

Não se esqueça do site e blog

Notícias institucionais e conteúdos diversos publicados no site e blog também devem ser levado em consideração. Esses conteúdos têm fator determinante no SEO do seu concorrente. Vale também verificar a frequência e os principais tópicos abordados nos conteúdos.

A análise desse conteúdo requer um pouco mais de atenção, principalmente na forma como esses conteúdos são estruturados. Quantidade de subtópicos, densidade das palavras, recursos visuais como negritos, sublinhados, e demais marcações, listas, etc. Vale pesquisar no Google expressões relacionadas ao seu mercado, segmento e nicho e identificar quais páginas dos concorrentes aparecem bem posicionadas nos resultados orgânicos. Essas páginas merecem uma análise completa. Saber como essas páginas estão estruturadas podem ajudar você a definir uma linha de produção de conteúdo voltada para o SEO do seu site.

Essas são algumas dicas pra você fazer uma análise comparativa entre concorrentes. Em outro conteúdo eu justifico o porquê seu concorrente pode estar matando o crescimento do seu negócio na internet. E disponibilizo um teste gratuito do mapeamento multicanal de compra on-line dos concorrentes. Veja aqui o conteúdo e solicite o teste gratuito.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *