Pode parecer óbvio que resultado para uma empresa que contrata uma consultoria em SEO seja vendas! Mas esse aumento em vendas não ocorre por acaso e não de forma imediata, há um processo e esse processo pode levar tempo se o segmento de mercado que sua empresa atua tem forte concorrência nos resultados orgânicos do Google.

Pode parecer óbvio que resultado para uma empresa que contrata uma consultoria em SEO seja vendas! Mas esse aumento em vendas não ocorre por acaso e não de forma imediata, há um processo e esse processo pode levar tempo se o segmento de mercado que sua empresa atua tem forte concorrência nos resultados orgânicos do Google.

Já falei muitas vezes aqui no blog da importância das técnicas de Link Building nas estratégias de SEO, principalmente na obtenção de backlinks. Conseguir backlinks de autoridade é difícil, mas para os restaurantes de Porto Alegre talvez tenha uma forma de conseguir alguns backlinks de peso.

Se você pesquisar no Google por restaurantes em Porto Alegre vai verificar que os resultados orgânicos melhores posicionados são de sites de avaliação de restaurantes. Saber como conseguir backlinks nesses sites pode ser uma ótima maneira de atrair muito tráfego orgânico e qualificado.

Todo esse potencial de busca relevante pode colocar o Pinterest dentro de uma estratégia de SEO. Além do tráfego gerado pela própria rede social o Google também indexa conteúdos do Pinterest nos resultados orgânicos.

Faça o Download Gratuito do eBook
10 Super Dicas para Atrair mais Tráfego Qualificado para o seu Restaurante
Preencha com o seu email para fazer o download

Você quer saber O que é uma consultoria em SEO? Clique [ aqui ] para saber mais.

Sites de avaliação e o impacto na jornada de compra on-line

Sites de avaliação além de auxiliar no início da jornada de compra on-line proporcionando reconhecimento de marca para o usuário também atua no momento de consideração de marca por fazer parte de uma lista de avaliação de um site com autoridade.

TripAdvisor

Estratégias para SEO - O impacto dos sites comparativos nos resultados orgânicos para os Restaurantes de Porto Alegre

Exemplo de resultado de busca do Google

O TripAdvisor é o maior site de avaliações do mundo. São mais de 661 milhões de avaliações e mais de 456 milhões de visitantes únicos mensais.

Diversas buscas no Google relacionadas a gastronomia, restaurantes e turismo exibem nos resultados orgânicos páginas do TripAdvisor. Ter um perfil cadastrado no site pode atrair muito tráfego qualificado.

Para você cadastrar o perfil da seu negócio basta acessar o aqui.

The Fork

Estratégias para SEO - O impacto dos sites comparativos nos resultados orgânicos para os Restaurantes de Porto Alegre

Exemplo de resultado de busca do Google

O The Fork é um site de avaliações mundial de restaurantes criado em 2007 e em maio de 2014, o TheFork se tornou um membro da TripAdvisor Media Group. Além de avaliações ele também disponibiliza ferramentas para gerenciar e promover o seu restaurante. Nas minhas buscas o The Fork apareceu em diversos resultados orgânicos no Google, por isso vale muito ter seu restaurante cadastrado no site. São mais de 55.000 restaurantes cadastrados, mais de 14 milhões de feedbacks e mais de 800 colaboradores (forkers).

Para solicitar cadastrar o seu restaurante no site faça a solicitação aqui.


Qualquer outra dúvida pode entrar em contato diretamente comigo pelo e-mail [email protected] ou pelo Skype thiago.blauth.ferreira_1
Checklist para SEO | 10 Dicas de como estruturar conteúdos para otimização

Uma estretégia de SEO de sucesso depende de conteúdo estruturado para ter alta relevância para os usuários e uma indexação pelos algoritmos de busca que posicione o site de forma competetiva frente aos concorrentes.

Esse post tem como objetivo listar 10 dicas para produção de conteúdo para SEO. São dicas de otimização de conteúdo que podem ser implementadas em sites de qualquer tipo de negócio, seja ele restaurantes, academias, varejo online, etc.


Você está procurando uma consultoria em SEO? Por favor clique [ aqui ]

1 – Ter conhecimento de HTML

Ter domínio de HTML vai possibilitar estruturar o conteúdo da melhor forma possível. A aparência e marcações importantes são feitas em HTML.

Título e subtítulos são definidos utilizando uma ou mais tags tais como: H1, H2 ou H3. Negritos, sublinhados, itálicos, marcações de situações, etc. O HTML tem o maior número de recursos para estruturar com maior assertividade conteúdos de sucesso em SEO.

2 – Pensar o “esqueleto” do conteúdo

É aqui que a coisa começa a ficar séria. A maior dica que posso dar a você é que você deve pensar no conteúdo como um corpo. Sair escrevendo de forma intuitiva não é a melhor maneira de produzir um conteúdo planejado para SEO.

Pensar nos principais subtópicos é a melhor maneira de começar. E se possível expandir subtópicos dentro dos subtópicos definidos. Aí então você terá um esqueleto sólido e mais completo de um conteúdo planejado para SEO.

É importante utilizar o máximo de recursos em HTML para estruturar seus conteúdos para SEO. Utilizar listas também deve falar parte da estrutura do conteúdo. Exemplos de listas são: vantagens, benefícios, problemas, dúvidas, etc.

Após definir tudo então é o momento de preencher esse esqueleto com conteúdo.

Uma dica é você pesquisar no Google pelo assunto que você vai escrever. Pegue os 10 conteúdos melhor posicionados no resultado e faça uma análise estrutural deles. Com essa análise você vai conseguir definir o esqueleto inicial do seu conteúdo além de identificar as principais palavras-chave relacionadas que compõe o conteúdo.

É através da verificação que você comprova a propriedade do site ou aplicativo e passa a ter acesso aos dados de pesquisa do Google.


Você quer saber O que é uma consultoria em SEO? Clique [ aqui ] para saber mais.

3 – Estrutura do título

O título é o crânio nessa brincadeira de esqueleto (rsrsrs). Pensar na estrutura do link vai garantir melhor resultados.

Existem Consultores de SEO que apostam em títulos chamativos, mais sensacionalistas, outros preferem títulos mais sóbrios. Eu vejo que cada assunto merece o título que tem! Observar o seu conteúdo é importante por que do que adianta um título engraçado e chamativo se o assunto é sério? Pode destoar da proposta do conteúdo.

Mas existem alguns ponto que devem ser levados em conta independente do tom de chamada do título. Primeiro é que a palavra-chave principal do conteúdo deve estar presente no título, preferencialmente o mais próximo do início. Segundo é que o título deve deixar claro de modo geral do que se trata o conteúdo relacionado ao assunto pesquisado. Existem diversas técnicas de SEO certo? Então eu digamos que eu esteja escrevendo um conteúdos com técnicas de SEO para Restaurantes e que essa técnicas são com foco na distribuição do conteúdo em redes sociais. Meu título poderia ser “Técnicas de SEO para Restaurantes utilizando o poder das redes sociais” isso é muito mais relevante do que somente “Técnicas de SEO para o seu site”. Conseguiu pegar a idéia da coisa toda?

4 – O 1º parágrafo

Se o título é o crânio o primeiro parágrafo é o cérebro. É importante o primeiro parágrafo ser objetivo e descrever de forma geral qual a proposta do conteúdo e quais os principais benefícios que o conteúdo vai trazer ao final da leitura.

É importante o primeiro parágrafo conter a principal palavra-chave e se possível mais duas palavras-chave relacionadas ao assunto principal. Também é importante marcar essas palavras em negrito dando maior destaque e importância para as palavras-chave mais importantes.

Algo pouco utilizado nas estratégias de SEO que vejo é a ancoragem dessas palavras-chave importantes contidas no primeiro parágrafo com os subtítulos respectivos. Isso é um grande estímulo para que o usuário avance para o restante da leitura do conteúdo.

5 – Mapear referências externas com alta relevância

Um conteúdo bem otimizado depende de muita pesquisa relacionada ao assunto. Por mais expertise que você tenha sobre o assunto, manter-se atualizado é parte do processo de ser reconhecido como especialista.

Apontar boas referências aumenta a credibilidade do seu conteúdo para o usuário e isso tem grande impacto na taxa de retorno. É comportamental nosso acessar diversas fontes de pesquisa durante o início do processo de aprofundamento de um assunto. Se os conteúdos do seu blog conectar os usuários com fontes relevantes a chance de retorno e reconhecimento do usuário é maior. O jornalismo explora muito isso e nós creditados mais veracidade na notícia quando mais fontes são citadas.

6 – Mapear referências internas de alta relevância

É fundamental para tornar-se uma autoridade em determinado assunto produzirmos relacionado. Com a utilização de uma ferramenta como Google Analytics é possível identificar quais os conteúdos mais visualizados e com menor taxa de rejeição. Com isso é podemos linkar esses conteúdos de maior relevância sempre que possível em outros conteúdos aumentando de forma positiva a experiência de navegação do usuário.

7 – Estrutura do link permanente

A estrutura do link é importante para os resultados orgânicos. O link é um dos itens visualizados pelos usuários nos resultados, por isso a importância da sua estrutura ser coerente com a busca.

A dica é que a estrutura deste link chamado também de link permanente contenha a palavra-chave principal do conteúdo.

Outra dica é que a categoria do assunto também compunha essa estrutura mostrando ao usuário que o assunto pesquisado faz parte de um grupo maior de assuntos.

Ferramentas como o WordPress permitem customizar a estrutura do link permanente. Caso sua plataforma de CMS seja outra consulte o seu desenvolvedor para saber como customizar essa estrutura.

8 – Verificar se o site está com a velocidade de acesso adequada com o uso do Google PageSpeed

O Google estimula o preenchimento dos atributos de imagem. Atributos como alt e o preenchimento da legenda são importantes. Caso uma imagem não seja carregada essas informações garantem um mínimo de informações para o usuário.

Outro motivo importante para uso desses atributos é o tráfego gerado pela busca de imagens do Google. Por isso a importância dos atributos alt e legenda estarem preenchidos com frases que contenham a palavra-chave.

9 – Densidade de conteúdo

Garantir uma densidade maior de conteúdo é muito importante para a estratégia de SEO. Mas isso tem que ser de forma organizada, com estrutura dividida em subtópicos e listas como comentado no início garante um volume maior de conteúdo e diversidade de palavras-chave relacionadas.

Isso também garante profundidade no assunto e quando o conteúdo linka para conteúdos externos e internos de qualidade garante maior credibilidade ao conteúdo e isso ajuda na construção de autoridade também.

10 – CTA’s

CTA é uma chamada para ação. São muito utilizados com gatilhos mentais e podem ser utilizados na criação dos títulos e subtítulos. Links internos e externos também podem ser marcados em bons CTA’s.

Um exemplo para ilustrar o poder de um CTA

Digamos que o título padrão para um conteúdo relacionado a estratégia de SEO para um restaurante seja “Estratégia de SEO para Restaurantes”. Esse título não tem nenhum problema conceitualmente certo?! Mas digamos que você mude ele para “Utilize agora essa estratégia de SEO e atraia mais clientes para o seu Restaurante!” Viu a diferença? A sensação de resultado imediato e aumento de clientes motiva muito mais a leitura do conteúdo, isso é um CTA.

Explore as CTA’s elas podem fazer toda a diferença nos resultados orgânicos. Mas lembre-se, que o conteúdo tem que entregar o prometido, caso contrário o risco de perder credibilidade e autoridade são grande e isso tem grande impacto na taxa de rejeição. O resultado disso é a queda no posicionamento orgânico.

Qualquer outra dúvida pode entrar em contato diretamente comigo pelo e-mail [email protected] ou pelo Skype thiago.blauth.ferreira_1

É parte vital de um estratégia de SEO a implementação de diversas ferramentas que auxiliam na otimização. Muitas dessas ferramentas são disponibilizadas pelo próprio Google para auxiliar os profissionais de marketing digital. Essa mesmas ferramentas possuem funcionalidade extras que precisam ser configuradas após a sua implementação.

Esse post tem como objetivo listar 15 dicas de implementações técnicas para otimização de sites. São dicas que podem ser implementadas em sites de qualquer tipo de negócio, seja ele restaurantes, academias, varejo online, etc.


Você está procurando uma consultoria em SEO? Por favor clique [ aqui ]

1 – Verificar se o código de acompanhamento do Google Analytics está implementado de forma correta em todas as páginas do site

Verificar se o código de acompanhamento do Google Analytics está implementado de forma correta em todas as páginas do site

O Google Analytics registra o tráfego e comportamento de navegação através de um snippet de código em JavaScript. Esse código deve ser implementado em todas as páginas que devem ser acompanhadas. Esse código é implementado sempre logo após a tag de abertura head de cada página do site.


Você quer saber O que é uma consultoria em SEO? Clique [ aqui ] para saber mais.

Verificar os Relatórios de tempo real

A verificação em tempo real também é outra forma de verificar se o Google Analytics está coletando os dados de navegação.

Nesse relatório você também consegue verificar a atividade de páginas específicas.

2 – Verificar se o Google Search Console está implementado e integrado com o Google Analytics

Verificar se o Google Search Console está implementado e integrado com o Google Analytics

O Google Search Console é um ótima ferramenta para as estratégias de SEO. Você consegue ter acesso a diversos dados importantes para monitoramento do posicionamento das páginas do site nos resultados orgânicos.

É através da verificação que você comprova a propriedade do site ou aplicativo e passa a ter acesso aos dados de pesquisa do Google.

Existem diversas formas de verificação: upload de um arquivo especial na raiz do site, inclusão de uma meta tag no html do site, entre outros. Mas através de uma conta ativa do Google Analytics no mesmo site você pode automaticamente confirmar a propriedade quando criar a conta no Google Search Console.

3 – Verificar se eventos importantes estão trackeados para acompanhamento no Google Analytics

Verificar se eventos importantes estão trackeados para acompanhamento no Google Analytics

Com o uso de eventos é possível coletar dados de interação dos usuários com o conteúdo do site. Downloads, cliques em botões de formulário, preenchimento de um campo específico do formulário, cliques em anúncios para dispositivos móveis, reproduções de vídeo são exemplos de ações que convém analisar como eventos.

De forma geral um evento tem a seguinte estrutura: Categoria, Ação, Rótulo (opcional, mas recomendado), Valor (opcional).

Esses dados são enviados ao Google Analytics através de um código em JavaScript.

Após a implementação você pode verificar se os eventos estão sendo coletados visualizando o relatório de Comportamento acessando Eventos.

4 – Verificar se a estrutura de links permanentes está de acordo com a estratégia de SEO

Verificar se a estrutura de links permanentes está de acordo com a estratégia de SEO

A estrutura da url tem grande impacto na otimização para mecanismos de busca. Links amigáveis tornam o resultado mais relevante por isso o uso de links permanentes é importante.

Algumas plataformas de CMS como o WordPress por exemplo possuem a opção de definir qual a melhor estrutura de link permanente utilizar no site. Se você não utiliza uma plataforma como WordPress consulte seu desenvolvedor e veja como utilizar links amigáveis para o seu site.

5 – Verificar se a página de erro 404 está otimizada para reduzir a taxa de rejeição

Verificar se a página de erro 404 está otimizada para reduzir a taxa de rejeição

A página de erro 404 é muito importante para as estratégias de SEO. Pode acontecer por motivos diversos de uma página ficar indisponível no site. Mudança da categoria original por exemplo pode alterar a estrutura da url e usuários que chegarem ao site através dessas urls podem cair em uma página de erro 404.

O ideal é estruturar a página do erro 404 para que ela fique o mais amigável possível para o usuário. Uma mensagem informando que por algum motivo a url original não está disponível e sugerir meios para que o usuário chegue a um conteúdo relevante é a melhor estratégia.

Então além de disponibilizar conteúdos de maior visualização no site é indicado disponibilizar uma barra de pesquisa para o usuário fazer buscas relacionadas a que ele fez antes de chegar ao site.

6 – Verificar se o site possui links quebrados e fazer novos redirecionamentos

Verificar se o site possui links quebrados e fazer novos redirecionamentos

Através do Google Search Console você consegue verificar se existem urls que se tornaram indisponíveis após indexação. Você pode corrigir isso de duas maneiras: recriando a url original ou fazendo um redirecionamento 301 para uma nova página que contenha o conteúdo original.

7 – Verificar se a moderação de comentários do blog está ativa para não prejudicar o site com spams

Verificar se a moderação de comentários do blog está ativa para não prejudicar o site com spams

É comum spamers utilizarem caixas de comentários do blog para distribuir urls que podem pôr em risco a navegação dos usuários do seu site. Por isso é importante que o seu site possua a funcionalidade de moderar os comentários antes deles serem disponibilizados.

O WordPress já vem com esse recurso disponível. Caso seu site não seja desenvolvido em WordPress consulte o seu desenvolvedor e veja como ativar a funcionalidade de moderação de comentários do seu site.

8 – Verificar se o site está com a velocidade de acesso adequada com o uso do Google PageSpeed

Verificar se o site está com a velocidade de acesso adequada com o uso do Google PageSpeed

A velocidade de carregamento do site é um fator muito importante para a experiência de navegação do usuário e tem forte impacto na experiência de acesso ao site através dos resultados orgânicos.

Para reduzir o tempo de carregamento é necessário avaliar e otimizar diversos pontos técnicos do site. O Google PageSpeed é uma ótima ferramenta que aponta diversas melhorias que podem ser aplicadas no site e reduzir a velocidade de carregamento.

9 – Verificar se o campo de pesquisa interno do site está sendo monitorado pelo Google Analytics

Verificar se o campo de pesquisa interno do site está sendo monitorado pelo Google Analytics

Essa dica pode auxiliar muito a reduzir a taxa de rejeição do site. É raro ter uma taxa de rejeição zero para todas as páginas de entrada do site. Nem sempre o conteúdo de destino é o esperado pelo usuário, então sugerir outros conteúdos é importante para o usuário, mas uma funcionalidade extra pode ajudar ainda mais nesse momento de decepção (rsrsrs).

Ok, você implementou o campo de busca, mas e agora? Será que ele está entregando o que o usuário está procurando? Você pode configurar o Google Analytics para coletar dados de busca e comportamento dessas buscas! Isso vai dar grandes insights de conteúdos que merecem maior destaque e trabalho para otimização, além de pautar conteúdos novos.

10 – Verificar se as páginas de conteúdo estão com dados estruturados implementados

Verificar se as páginas de conteúdo estão com dados estruturados implementados

Essa dica é muito legal e gera grandes resultados em tráfego orgânico. O Google usa dados estruturados para entender o conteúdo da página. Você pode auxiliar o Google fornecendo informações específicas sobre seu site, como dados da empresa, artigos, etc., o que pode ajudar o site a ser exibido em recursos mais avançados nos resultados da pesquisa gerando grande resultados de tráfego.

A utilização de dados estruturados pode ser através do uso de códigos em JSON além de outras estruturas de dados ou utilizando o marcador de dados estruturados do Google Search Console.

11 – O uso de breadcrumbs para facilitar a experiência de navegação dos usuários

O uso de breadcrumbs para facilitar a experiência de navegação dos usuários

Os breadcrumbs são caminhos de navegação conhecidos como migalhas de pão. Eles auxiliam o usuário a ter uma visão de qual caminho ele percorreu até chegar ao conteúdo atual. Facilita para usuário retornar a um ponto da navegação de forma direta. Tem grande impacto nos resultados orgânicos uma vez que são exibidos direto no snippet de resultados da pesquisa tornando o resultado mais rico em detalhes.

Existem algumas formas de informar o Google da existência dos breadcrumbs. HTML bem estruturado e uso de dados estruturados podem auxiliar.

12 – Utilizando sitemap.xml para enviar urls automaticamente para o Google

Utilizando sitemap.xml para enviar urls automaticamente para o Google

Os sitemaps são arquivos em xml que enviam informações das páginas do site, tais como: vídeos, arquivos e as relações entre essas urls. Você pode enviar o sitemap para o Google Search Console e assim sempre que uma nova página de conteúdo for publicada ela ser enviada automaticamente para o Google Search Console.

13 – SSL e HTTPS para tornar a navegação mais segura para os usuários

SSL e HTTPS para tornar a navegação mais segura para os usuários

O uso de um certificado SSL possibilita aos usuários que navegam no seu site um experiência mais segura. Os navegadores mais modernos como o Chrome já exibem um site como não seguro quando o mesmo não possui um acesso HTTPS para os usuários. Nos resultados de pesquisa os sites que possuem SSL são exibidos com o https no início da url demonstrando para os usuários que o site é seguro para navegação. Isso tem grande impacto no volume de tráfego orgânico.

14 – Atributos de imagem preenchidos para atrair tráfego pelo buscador de imagens do Google

Atributos de imagem preenchidos para atrair tráfego pelo buscador de imagens do Google

Sempre que você disponibilizar imagens nos seus conteúdos é importante preencher os atributos alt e name além da legenda das imagens de forma correta. O Google possui uma busca de imagens e ter os atributos e legendas de imagens preenchidos pensando nas palavras-chave podem atrair grande tráfego orgânico para o site. O Google dá mais dicas aqui de como tornar suas imagens mais relevantes para a busca do Google.

15 – Tornar o amigável em diferentes displays com responsividade

Tornar o amigável em diferentes displays com responsividade

A responsividade tem grande impacto na experiência do usuário e isso afeta drasticamente na taxa de rejeição do site. Tem um site responsivo é vital para uma estratégia de SEO. Muitas pesquisas apontam que a navegação mobile já é a principal utilizada pelos usuários. Os smartphones tornaram-se o principal display de navegação. Além da responsividade o Google incentiva a implementação do protocolo AMP para renderização e acesso extremamente rápido aos conteúdos.

Qualquer outra dúvida pode entrar em contato diretamente comigo pelo e-mail [email protected] ou pelo Skype thiago.blauth.ferreira_1

Já são mais de 13 anos trabalhando com marketing digital, utilizando estratégias de SEO, Adwords, monitoramento de redes sociais, produção de conteúdo e diversas outras técnicas e estratégias de performance. Fazer negócios efetivamente vender na internet é algo que exige habilidades e inteligência digital grandes.


Você está procurando uma consultoria em SEO? Por favor clique [ aqui ]

SEO e produção de conteúdo foram e ainda são as estratégias que mais demandam meu tempo e esforços junto aos clientes. Parte disso se deve a quantidade de ferramentas de análise de métricas e trackeamentos necessárias para uma estratégia de SEO dar certo. Outra parte é a necessidade de habilidades técnicas para produção de conteúdo voltadas para otimização nos mecanismos de busca.

Pude ver e aplicar diversas técnicas e estratégias de SEO ao longo desses 13 anos. Muitas são utilizadas até hoje, outras se tornaram obsoletas ou passaram a ferir políticas de indexação dos mecanismos de busca. Existe um universo de técnicas proibidas para SEO chamadas de Black Hat. Vale uma pesquisa e estudo dessas técnicas, principalmente para nunca aplicá-las. Os mecanismos de busca tendem a penalizar com a exclusão do domínio dos índices de indexação caso identifique um domínio utilizando alguma dessas técnicas proibidas!


Você quer saber O que é uma consultoria em SEO? Clique [ aqui ] para saber mais.

A importância da Certificação Google Analytics para o Especialista em SEO

Experiência é com certeza importante para o profissional especialista em SEO. Mas essa experiência chega com anos de uso de ferramentas de web análise.

A ferramenta mais popular utilizada para web análise é o Google Analytics. É uma ferramenta muito completa de análise de comportamento do tráfego do site ou aplicativo.

Trabalho com ela desde o início da minha jornada profissional e posso garantir que é a melhor ferramenta de web análise. Parte disso deve ao fato dela ser uma ferramenta oficial do Google além dela evoluir em funcionalidades ao longo dos anos ela integra com outras ferramentas importantes do Google como Adwords e Search Console.

Pensando em profissionalizar analistas em marketing digital o Google disponibiliza um centro de estudos online além de uma certificação em Google Analytics e Google Adwords.

“Venho renovando a Certificação a certificação ao longo dos últimos 4 anos e posso garantir que ela tem feito a diferença na minha vida profissional. Não só pela credibilidade que ela trás… Mas pela garantia de eu estar alinhado com políticas de implementação e web análise do Google.”

A importância da implementação do Google Search Console para gerenciar a indexação orgânica e planejamento das estratégias de SEO

O Google Search Console é uma ferramenta do Google dedicada ao posicionamento das urls do site nos resultados orgânicos quando determinadas palavras-chave são pesquisadas.

Além dela disponibilizar dados de volumes de impressões, cliques, métricas como CTR ela também possibilita uma renderização mais rápida das novas URLs enviando-as diretamente ao algoritmo de indexação.

Ela também pode ser integrada ao Google Analytics ampliando ainda mais o volume de dados para análise.

Sempre utilizo ela nas minhas consultorias em SEO e sempre ajuda a identificar oportunidades de indexação para os conteúdos dos meus clientes além de confirmar se os esforços em produção de conteúdo estão ajudando no posicionamento geral do site nos resultados orgânicos.

Casos de Sucesso de SEO de empresas de Porto Alegre

Vou citar de forma breve alguns casos de clientes que atendo para você avaliar possibilidades de estratégias de sucesso em SEO.

Como a Farmácia de Manipulação Manipura aumentou a receita em busca orgânica para 218,36% nos últimos meses

Com melhorias focadas em produção de conteúdo de topo de funil e conteúdos institucionais que validam a qualidade dos produtos da Manipura, linkados nas páginas de produtos e demais conteúdos linkando uns aos outros o site teve um aumento da receita em busca orgânica para 218,36% nos últimos meses. Veja o caso completo aqui.

Como o Consultório Fernanda Reali reduziu a Taxa de Rejeição Geral do site de uma média de 70% para uma média mensal de 1,68%

Com a navegação unificada e conteúdos institucionais melhores estruturados a taxa de rejeição geral do site caiu de uma média de 70% para uma média mensal de 1,68%. Veja o caso completo aqui.

Como o Bar e Restaurante 512 vem reduzindo a Taxa de Rejeição Geral do site de 10% a 20% por mês

Com os conteúdos internos melhores estruturados e com a home passando por mudanças o site começou a obter uma queda da taxa de rejeição de 10% a 20% por mês. Veja o caso completo aqui.

Relatórios de análise de resultados e insights

O Google Analytics e Google Search Console já disponibilizam diversos relatórios mas a leitura e insights desses relatórios nem sempre são de fácil entendimento para o leigo, por isso a importância do especialista saber traduzir as métricas e análises dentro do contexto da estratégia de marketing da empresa.

Para criar bons relatórios é importante primeiro estar bem alinhado as estratégias de marketing da empresa, segundo, as análises devem ser direcionadas para as expectativas do cliente, terceiro e essa análise deve contemplar insights de reposicionamento das estratégias de SEO.

O visual é importante para um bom relatório mas ele deve ser contextualizado e servir de apoio a leitura dos dados.

Consultoria de SEO e Web Análise para Porto Alegre

Os casos de sucesso que apresentei aqui são de empresas de Porto Alegre e região metropolitana. Todos são clientes atendidos pela minha consultoria em SEO e Marketing Digital. Se você tem dúvidas de como contratar uma Consultoria em SEO pode ler o post aqui que fiz dedicado para empresas de Porto Alegre.

Qualquer outra dúvida pode entrar em contato diretamente comigo pelo e-mail [email protected] ou pelo Skype thiago.blauth.ferreira_1

O funil de marketing é toda a estratégia de marketing responsável pela atração de leads. O funil é composto por diversas campanhas e ações em diversos canais digitais tais como: AdWords, Facebook, Instagram, LinkedIn, SEO, Email Marketing e demais estratégias que tenham como objetivo atrair tráfego qualificado. Esse tráfego por sua vez é nutrido por campanhas e conteúdos com o objetivo de converter-se em leads.

O funil de marketing compõe junto com o funil de vendas o que chamamos de máquina de vendas. E hoje as equipes de marketing são responsáveis por qualificar cada vez mais o tráfego e os leads para a equipe de vendas. Para que isso aconteça as campanhas e ações do funil de marketing precisam ser ajustadas constantemente a fim de otimizar as campanhas nos diversos canais digitais. Esses ajustes precisam de uma troca constante de feedback entre equipe de marketing e equipe vendas.

A definição de métricas e KPI’s é importante para medir o impacto de cada campanha dentro do funil de marketing. Um acompanhamento dos resultados utilizando ferramentas como Google Analytics, Google Search Console e outras ferramentas com funcionalidades de mapa de calor das páginas, além de dados de relatórios das demais ferramentas de marketing como email marketing e alcance de impulsionamento de conteúdos no Facebook ajudam muito na tomada de decisão de ajustes de orçamento das campanhas e otimização para aumento da geração de leads.

Nesse post você vai ver

  • Topo do funil — O aprendizado e a descoberta
  • Meio do funil — Reconhecimento do problema e a consideração da solução
  • Fundo do funil — A decisão de compra

Funil de Marketing – As etapas de Atração e Nutrição de Leads

O funil de marketing é composto por etapas. É pensando nessas etapas do funil que as campanhas de atração e nutrição de leads são estruturadas. O funil de marketing é dividido nas seguinte etapas: Topo do Funil ou TOFu (Top Of the Funnel), Meio do Funil ou MOFu (Middle Of the Funnel) e Fundo do Funil ou BOFu (Bottom Of the Funnel).

O comportamento de compra online deve ser muito bem compreendido para se ter sucesso na criação, gestão e resultados na geração de leads. As etapas do funil de marketing devem levar em conta as etapas da jornada de compra multicanal onde os usuários evoluem a navegação de buscas iniciais onde é gerado um reconhecimento de marca, em seguida o usuário passa a considera uma ou mais marcas, seguindo com o momento de intenção de compra e finalizando com a decisão de compra.

Cada segmento de mercado deve ter as campanhas e produção de conteúdos ajustados dentro desses momentos e alinhados com os canais digitais corretos para cada momento. Não adianta replicar o mesmo conteúdo nas redes sociais, email marketing utilizando a mesma imagem com a mesma chamada.

Topo do funil — O aprendizado e a descoberta

No topo do funil de marketing é onde as campanhas de atração de tráfego são estruturadas. Devemos pensar que nesse momento o usuário pode se encontrar lá no início da jornada multicanal, onde dúvidas de marcas, empresas, produtos e serviços que podem resolver o seu problema ainda são desconhecidos.

Pensando que o usuários tem diversas dúvidas iniciais, produzir conteúdos que sejam esclarecedores dos conceitos que norteiam o seu problema é uma ótima estratégia. Aqueles usuários que ainda não sabem todos os conceitos envolvidos num funil de marketing podem pesquisar nos mecanismos de buscas por expressões como: o que é funil de marketing? como fazer um funil de marketing? Você pode observar que no topo do funil as perguntas mais relacionadas a conceitos são o principal tópico a ser explorado para atrair tráfego qualificado.

Dicas de tópicos para o topo do funil

  • “Veja quais são as melhores estratégias para atrair tráfego”
  • “Veja quais são as melhores ferramentas para atrair tráfego qualificado”
  • “Veja quais são os melhores conteúdos de marketing para criar a sua estratégia”
  • “Saiba quais são as principais empresas de marketing digital do Brasil”
  • “Saiba quais são as empresas especialistas em marketing digital do Brasil”

Como atrair leads para o topo do funil?

Existem diversas formas de atrair tráfego. Hoje temos diversas plataformas de mídia online que nos permitem criar e gerenciar publicidade, mas também existem canais digitais que dependem muito de produção de conteúdo relevante e de qualidade para obter bons resultados. Os resultados orgânicos dos mecanismos de buscas são um exemplo de canal que necessita de produção de conteúdo e nesse caso estratégias de SEO são necessárias.

Não podemos esquecer do comportamento multicanal da jornada de compra online na hora de criar as campanhas e estratégias em cada um desses canais e plataformas. Isso vai definir aspectos importantes da criação de conteúdo e anúncios, além de segmentações comportamentais e demográficas.

Vamos ver quais são os principais canais e plataformas para atrair tráfego qualificado.

Publicidade Contextual – Google AdWords

O Google AdWords é com certeza uma das plataformas de publicidade que atrai tráfego rapidamente. Você pode criar anúncios para exibição nas redes do Google, tais como: Rede de Pesquisa, Rede de Display, YouTube, Google Shopping.

Cada rede tem suas vantagens e demandas de criação. A rede de pesquisa é com certeza a mais utilizada e a que demanda menos esforço para ser utilizada. A rede de display por exemplo para obter melhores resultados necessita a criação de peças gráficas de qualidade e assertivas para gerar bons resultados. Você pode consultar todas essas informações diretamente na plataforma do Google AdWords.

Resultados Orgânicos – SEO

Talvez o comportamento de pesquisa seja o mais utilizado pelos usuários na internet. Não digo isso pelo tempo de uso mais sim pela quantidade de vezes que pesquisamos conteúdos, filmes, shows, promoções, notícias, dicas, produtos, serviços durante o período de navegação.

Ter conteúdos bem posicionados nos resultados orgânicos para palavras-chave que tenham relação com o negócio é com certeza decisivo na geração de leads e aumento nas vendas. Esse posicionamento acontece respeitando diversas regras e a maneira como exploramos a aplicação dessas regras para posicionar conteúdos nos resultados orgânicos é chamada de SEO.

O SEO é composto por estratégia, planejamento, produção de conteúdo e execução de ações técnicas para que as páginas contendo conteúdo relevante alcance bom posicionamento nos resultados de pesquisa.

Produção de Conteúdo

A produção de conteúdo tem talvez o maior impacto dentro da atração de tráfego qualificado. O conteúdo é base para as estratégias de links patrocinados (AdWords), resultados orgânicos (SEO), conteúdo para newsletter utilizando ferramentas de email marketing, conteúdo para compartilhamento nas redes sociais, etc. O conteúdo é rei. A internet em quase sua totalidade é feita de conteúdos conectados através de links. E o que define muito o sucesso do conteúdo na atração de novos usuários é quantidade de referências externas de outros sites e indicações que o conteúdo ganha.

Para produzir bons conteúdos você deve ter um bom planejamento de pauta e web análise do comportamento do tráfego originado por esses conteúdos compartilhados nos diversos canais digitais.

Existem diversos outros canais para atrair tráfego qualificado. Email marketing por exemplo é um ótimo canal para ser explorado em todas as etapas da jornada de compra online. Voltaremos a falar com mais detalhes como podemos utilizar ferramentas de email marketing para auxiliar no funil de marketing no próximo tópico.

Redes Sociais – Facebook e Instagram

As redes sociais ocupam o maior tempo dos brasileiros hoje na internet. O potencial de vendas e posicionamento das marcas e empresas é grande nas redes sociais. A produção de conteúdo por exemplo tem boa parte dos esforços dedicados as redes sociais.

Redes sociais como Facebook, Instagram e LinkedIn possibilitam ainda que você impulsione conteúdos e crie anúncios. As redes sociais permitem que você faça segmentações para os anúncios e comportamentos que não é possível em outros canais ou no mínimo bem difícil, como a segmentação por comportamento combinada com dados demográficos.

Com o uso de monitoramento de redes sociais você ainda soma dados analiticos relevantes para pautar a produção de conteúdo e assim gerar um maior engajamento atraindo tráfego qualificado e gerando mais leads. Não podemos esquecer que as redes sociais são formadoras de opinião. Muitos usuários consultam os perfis oficiais para verificar os comentários de outros usuários e avaliações para considerar uma marca ao invés de outra. E o conteúdo bem planejado pode auxiliar na obtenção de boas avaliações e comentários.

Meio do funil — Reconhecimento do problema e a consideração da solução

O meio do funil caracteriza-se pelo interesse específico do usuário em um determinado assunto. Com isso você consegue identificar o problema e é o momento que melhor você pode sugerir conteúdos relacionados às funcionalidades que a sua solução pode ajudar o usuário na resolução dos problemas dele.

Utilizando tópicos de assuntos que você consiga identificar que o usuário se encontra nesse momento ajuda você a segmentar os contatos que estão no meio do funil.

Dicas de tópicos para o meio do funil

  • “Saiba quais são as melhores ferramentas de email marketing para e-commerces”
  • “Saiba quais são as melhores ferramentas de monitoramento de redes sociais para agendamentos de posts no Facebook”
  • “Saiba quais são as melhores ferramentas para otimização de conteúdos de moda”
  • “Saiba quais são as melhores ferramentas para atrair tráfego qualificado para restaurantes”

Depois que atraímos tráfego qualificado temos que de alguma maneira reter esse usuário em uma base de contatos para iniciarmos campanhas de nutrição de leads. Os formulários de contato são o principal meio de retenção de dados de contatos.

Você pode utilizar ferramentas de email marketing para armazenar os dados de contatos dos formulários. Com esses dados você pode criar automações de email marketing como newsletters e envios de promoções.

Fundo do funil — A decisão de compra

O fundo do funil é onde identificamos que o lead está no momento de decidir pela contratação de um serviço. Analisando o comportamento do lead ao longo da jornada multicanal e as interações que ele teve com as campanhas dentro do funil podemos direcionar campanhas de marketing que estimulem o lead a concluir a compra.

Todos os canais podem participar desse momento. Alguns canais acabam tendo maior influência no momento da decisão, mas reforçar os pontos fortes do produto é algo que pode ser comunicado em todos os canais.

A produção de conteúdo é uma ótima estratégia para identificar se o lead está no momento certo para entrar nas segmentações de automações de fundo de funil.

Dicas de tópicos para o fundo do funil

  • “Saiba agora como contratar uma agência digital para criar seu funil de marketing”
  • “Saiba como ganhar um super desconto no plano premium do CRM de Vendas”
  • “Saiba como ganhar um bônus na contratação dos nossos serviços de marketing digital”

Quer contratar uma consultoria especializada em Marketing Digital

Alguns dos planos que disponibilizo para consultoria contempla otimização de campanhas para Instagram, Facebook, SEO, Automações de marketing, Google AdWords além de um relatório mensal de performance. Você pode dar uma olhada nos planos aqui.

O que é o marketing digital?

Marketing Digital é o conjunto de estratégias, campanhas e ações realizadas em diversos canais digitais utilizando estratégias como SEO, Marketing de Conteúdo, Email Marketing, Links Patrocinados, Social Marketing com o objetivo de promover e atrair novos negócios, além de estabelecer e manter o relacionamento com clientes. Outra característica do Marketing Digital é a possibilidade de análise dos resultados e customização das campanhas em tempo real dando maior eficiência e gerando maior nas vendas.

Comportamento de compra online multicanal

As estratégias, campanhas e ações de marketing digital devem ser posicionadas de acordo com o comportamento de compra online multicanal que os consumidores percorrem até a tomada de decisão de compra do produto.

Esse comportamento passa por momentos ou etapas que chamamos de: Reconhecimento de marca, Consideração de marca, Intenção de Compra e Decisão de compra.

Cada campanha ou ação deve ser ajustada para que a comunicação seja relevante para o momento que o consumidor se encontra e assim descaracteriza a sensação de spam e comunicação invasiva como muitos usuários reportam nas redes sociais.

Cada momento da jornada de compra online multicanal tem métricas e KPI’s próprios para medir o resultado das campanhas e assim possibilitar que ferramentas de automação de marketing disparem ações que conduzam o consumidor até a etapa seguinte o levando a decidir pela marca na compra do produto.

Porque fazer o marketing digital?

Uma pesquisa do IBGE mostra mais de 70% dos lares brasileiros está conectado a internet. 69% das pessoas entrevistadas acessam internet por meio do smartphone. Esses dados já demonstram o impacto que a internet tem na vida dos brasileiros e a importância das marcas estarem posicionadas nos diversos canais digitais.

Empresas que não se posicionam nos canais digitais acabam perdendo a oportunidade de relacionamento e comunicação com seu público-alvo. Mesmo as compras presenciais tem forte influência das campanhas digitais. 77% dos brasileiros são influenciados a comprar produtos através das redes sociais, segundo pesquisa da PwC.

Diversas pesquisas já apontam o impacto das mídias digitais nos negócios, mas vamos ver essas vantagens com mais detalhes.

Aumentar a quantidade de leads

O marketing digital hoje é um dos maiores geradores de leads para as equipes de vendas. O marketing de atração como alguns profissionais de marketing dizem utilizam de diversos recursos e ferramentas de promoção para atrair tráfego qualificado com interesse na compra de um produto ou serviço.

Esses leads por sua vez podem ser nutridos por conteúdos e informações relevantes durante o relacionamento entre lead e vendedor. Essa nutrição de leads utiliza diversas ferramentas de automação de marketing.

Automatizar campanhas de marketing

O marketing digital conta hoje com diversas ferramentas de automação de marketing que vão aumentar muito a criação, planejamento, gerenciamento e análise das campanhas de comunicação.

Essas ferramentas contam com diversas funcionalidades que auxiliam em diversos momentos da jornada de compra online. Estratégias de links patrocinados por exemplo utilizam recursos como remarketing para direcionar anúncios específicos para usuários que viram ou interagiram com anúncios de uma determinada campanha. Isso possibilita mostrar anúncios diferenciados para cada etapa da jornada de compra online, aumentando a relevância do anúncio e conduzindo de maneira mais assertiva o usuário para decidir pela marca no momento da compra.

Utilizar fluxos de relacionamento com a base de contatos e clientes

Como eu comentei no tópico “Aumentar a quantidade de leads” podemos utilizar as ferramentas de automação de marketing para fazer a nutrição de leads. Enviar conteúdos e informações relevantes para o lead no momento mais oportuno para conduzi-lo a decisão de compra.

Mas as ferramentas de automação como ferramentas de email marketing por exemplo permitem criar diversos fluxos de relacionamento com uma base de contatos de email. Envios regulares automáticos de boas vindas, newsletters de conteúdos, felicitações de aniversários, informações de dados de uso de serviços quando solicitado pelos clientes, campanhas promocionais de produtos ou serviços, etc.

Adquirir inteligência estratégica

A possibilidade de obter dados analíticos são um dos maiores bens que o marketing digital pode proporcionar às empresas. Armazenar esses dados e fazer comparativos entre campanhas, períodos e ações é o que possibilita que as campanhas de marketing digital evoluam em posicionamento e otimizem investimentos e melhoria no ROI.

Mais adiante irei falar mais a fundo sobre web análise e como você deve utilizá-la para aumentar a performance das suas campanhas de marketing digital nos diversos canais digitais.

Como fazer o marketing digital?

O marketing digital possui diversas ferramentas, plataformas e metodologias para ser efetivo, e desenvolver habilidades técnicas e análiticas são necessárias para obter bons resultados nas campanhas.

Vamos pensar que existem diversos canais digitais que fazem parte da jornada multicanal de compra online do consumidor, tais como: busca orgânica (Google por exemplo), links patrocinados (Google AdWords por exemplo), redes sociais (como Facebook, Instagram, YouTube e Twitter), email marketing, acesso direto (como site e blog), e até canais de conversação que permitem ações de marketing como o messenger do Facebook.

Cada canal tem suas ferramentas, próprias ou terceiras que permitem criar, gerenciar e analisar campanhas. Ter profissionais com habilidades técnicas e análiticas para obter bons resultados é necessário. É ilusão achar que um único profissional pode dedicar atenção a todos esses canais e ferramentas e obter bons resultados.

Um consultor em marketing digital com especialidade em comportamento de compra online pode ajudar muito sua empresa a definir métricas e KPI’s de sucesso para cada momento da jornada, mas é necessário ter uma equipe de profissionais de marketing digital disponível para que se obtenha os melhores resultados das campanhas.

Saber quais as métricas e KPI’s são importantes é necessário, mas se o conteúdo do blog, ou as imagens publicadas no Facebook não forem de qualidade, essas métricas não vão evoluir. Se não tiver disponível um social media para responder comentários e fazer relacionamento nas redes sociais, dificilmente você vai obter um bom engajamento nas campanhas de redes sociais e assim vai perder um grande potencial em posicionamento da marca junto a comunidade de usuários. Então reforço que, é necessário desenvolver habilidades técnicas e analíticas digitais na equipe de marketing para se obter bons resultados.

Lembrem-se do ditado: Uma andorinha só não faz verão… A união faz a força.

Desenvolvendo um site responsivo e que permite aplicar melhorias de forma rápida

São mais de 220 milhões de celulares ativos contra 207,6 milhões de habitantes no Brasil. Temos mais celulares que habitantes! Isso mostra o impacto que o comportamento de uso dos smartphones tem na navegação dos usuários na internet.

Ter um site responsivo que se adapte aos diferentes displays como desktop, tablet e principalmente smartphones é importante para obter melhores resultados nas campanhas de marketing digital uma vez que muitas campanhas redirecionam o usuário para o site da marca.

É importante que o sistema de gestão do site permita customizações específicas para o layout responsivo. Assim é possível definir mudanças importantes que tenham impacto na velocidade de acesso e experiência de navegação do usuário quando o mesmo acessa o site pelo smartphone.

Criando um planejamento de produção de conteúdo

O conteúdo é determinante no sucesso da maioria das campanhas de marketing digital. O conteúdo participa de todos os momentos da jornada de compra online multicanal.

Conteúdo em texto não define toda produção de conteúdo possível. Outros tipos como vídeo (produzido ou transmitido), imagem (foto ou ilustração), áudio e ebook também são conteúdos que podem e devem fazer parte das estratégias e campanhas de marketing digital.

Esses conteúdos vão auxiliar na qualificação e nutrição de leads além de servir de material para todas as campanhas como: email marketing, seo, links patrocinados, redes sociais e acesso direto ao site.

Criando um planejamento de produção de conteúdo para redes sociais

As redes sociais exercem grande influência no comportamento dos usuários. 40% dos brasileiros se sentem motivados a realizar uma compra ao visitar a página do varejista, enquanto 61% levam em consideração avaliações e comentários sobre o produto compartilhados nas redes sociais, 56% ler avaliações, comentários e feedback.

Definir um planejamento de produção de conteúdo para redes sociais é importante para atingir grandes resultados nas vendas online.

O Poder dos CTA’s

Call-to-actions são uma forte ferramenta no marketing digital. Seja na produção de conteúdo, chamadas promocionais, campanhas de email marketing, links patrocinados, SEO, etc.

Call-to-actions são chamadas que direcionam o usuário a tomada de uma ação. Títulos que em vez de somente descrever o conteúdo também chamam o usuário para uma ação.

Exemplos de CTA’S:

  • Leia agora TUDO sobre marketing digital e acelere seu negócio
  • Acelere agora mesmo as vendas com essas super dicas de marketing digital
  • Veja agora mesmo como o marketing digital pode aumentar suas vendas

Fazendo web análise

Web Análise é com certeza o maior recurso disponível no marketing digital. Sem web análise não existe marketing digital. Sem análise de dados fica difícil senão impossível medir resultados e tomar decisões estratégicas para a marca.

Sabendo que um usuário navega por diversos canais digitais ao longo de uma jornada de compra online e que cada canal possui suas métricas de avaliação de resultados das campanhas é necessário que o profissional responsável pela análise de resultados tenha habilidade e paixão com cálculo, estatística, geração de insights e domínio de ferramentas de análise de métricas digitais.

Existem diversas ferramentas de análise de métricas para marketing digital. Muitos canais como Facebook, Instagram e Twitter possuem suas próprias ferramentas gratuitas. A mais popular e utilizada é o Google Analytics para análise de tráfego interno de um site ou aplicativo.

Outras ferramentas como Google Search Console para análise de dados e indexação de páginas para busca orgânica, Google Page Speed para avaliação e sugestões de melhorias para aumento da velocidade de acesso a páginas também fazem parte do arsenal do profissional de web análise.

A implementação dessas ferramentas é simples. Algumas vão necessitar de auxílio de um desenvolvedor, mas ainda assim é bem simples até mesmo para um desenvolvedor implementar.

Metas

É necessário definir metas para que os esforços em estratégias e análise sejam direcionados para os resultados desejados.

De modo geral o aumento das vendas é o principal objetivo. Mas devemos ser conscientes de que o marketing digital não é responsável por todo o esforço no aumento de vendas. Outros canais e momentos fazem parte da jornada de compra de um produto ou ou contração de um serviço. O exemplo básico é a relação do lead com o vendedor via telefone ou email, ou a posicionamento do produtor frente a concorrência com preços competitivos, ou até mesmo o valor entregue pelo produto em diferenciais competitivos frente a outros produtos ou serviços. Em alguns segmentos até mesmo vantagens na negociação definem o sucesso das campanhas.

Pensando nisso que os profissionais de marketing digital definem duas grandes etapas para avaliar campanhas e objetivos: o marketing de atração que é responsável por atrair tráfego qualificado e converter esse tráfego em leads e o marketing de relacionamento onde tanto é responsável por atuar junto ao marketing de atração como também é responsável por fazer o que chamamos de nutrição de leads.

Ainda colocamos nessa conta todo o processo interno com o lead junto a equipe de vendas, que possui métricas e KPI’s próprios para avaliação dos resultados das vendas.

O marketing digital pode auxiliar em todas essas etapas, mas é muito importante observar e ter consciência de que em muitos desses momentos após a atração de leads outros agentes entram jogo para reverter leads vendas efetivas.

Métricas e KPI’s

Cada momento da jornada de compra online multicanal tem métricas e KPI’s próprios para avaliação de resultados.

Vou tentar descrever de forma breve o que cada etapa de jornada representa e algumas métricas de alguns canais para avaliação de resultados.

Reconhecimento de marca

Na etapa de reconhecimento de marca o usuário desconhece quais marcas possuem uma solução que satisfaça suas necessidades. As buscas nesta etapa tendem a ser mais genéricas. Nesse momento o usuário também busca mais informações para ter uma clareza maior dos seus problemas ou necessidades.

Métricas

Facebook
  • Volume de impressões: O total de impressões de cada publicação no mês
  • Volume de cliques: O volume de cliques de cada publicação no mês
  • Engajamento: Engajamento = total de comentários + total de curtidas nos conteúdos + total de compartilhamentos / Total de fãs da página * 100
Instagram
  • Volume de impressões: O número total de vezes que as publicações foram vistas no mês
  • Volume de visitas ao perfil: O número de vezes que o perfil foi visualizado a partir das publicações
  • Alcance: O número de contas únicas que viram qualquer uma das suas publicações
YouTube
  • Volume visualizações: Volume total de impressões do canal
  • Tempo de visualização: Tempo médio de visualização dos vídeos no canal
Links Patrocinados
  • Volume de impressões: A frequência com que seu anúncio é exibido. Uma impressão é contabilizada sempre que seu anúncio é exibido em uma página de resultados de pesquisa ou em outro site da Rede do Google
  • Posicionamento do anúncio: A posição do anúncio é a ordem em que ele é exibido em uma página. Exemplo, a posição “1” de um anúncio significa que ele ocupa o lugar mais alto na página em relação a outros do mesmo tipo
  • CTR: A proporção da frequência com que as pessoas que visualizam seu anúncio clicam nele. É possível usar a taxa de cliques (CTR) para avaliar o desempenho das suas palavras-chave e dos seus anúncios
Busca Orgânico
  • Volume de impressões: Um URL do link registra uma impressão quando ele aparece em um resultado da pesquisa para um usuário
  • Volume de cliques: Para a maioria dos tipos de resultado, qualquer clique que envie o usuário a uma página fora da Pesquisa Google é contado como um clique
  • Posição média da página: A página de resultados da Pesquisa Google é composta de muitos elementos de resultados da pesquisa. A maioria dos elementos de resultados da pesquisa tem um valor de posição numérico descrevendo sua posição na página. Somente os elementos com pelo menos um link que não seja de refinamento de consulta contam como uma posição

Consideração de marca

Na etapa de consideração de marca o usuário busca pelas melhores marcas ou produtos. As buscas já são mais específicas. Depoimentos e avaliações além de destaques em diferenciais geram reconhecimento da marca frente aos concorrentes.

Métricas

Facebook
  • Volume de curtidas: O volume de curtidas nos conteúdos publicados
  • Volume de compartilhamentos: O volume de compartilhamentos dos conteúdos publicados
  • Alcance: O número de contas únicas que viram qualquer uma das suas publicações
Instagram
  • Volume de curtidas: O total de curtidas geradas por todas as publicações no mês
  • Volume de seguidores: Total de novos seguidores no mês
  • Volume de conversões assistidas: Total de conversões assistidas pelas publicações no mês
YouTube
  • Volume de curtidas: Volume total de curtidas dos vídeos do canal no mês
  • Volume de compartilhamentos: Volume total de compartilhamentos dos vídeos do canal no mês
  • Volume de inscrições: Volume total de novas inscrições do canal no mês
Links Patrocinados
  • CTR: A proporção da frequência com que as pessoas que visualizam seu anúncio clicam nele. É possível usar a taxa de cliques (CTR) para avaliar o desempenho das suas palavras-chave e dos seus anúncios
  • Tempo médio na página: A média de tempo que os usuários passaram visualizando uma página ou tela especificada, ou um conjunto de páginas ou telas
  • Taxa de Rejeição da página destino: Uma rejeição é uma sessão de página única no seu site. No Google Analytics, a rejeição é calculada especificamente como uma sessão que aciona uma solicitação única ao servidor
Busca Orgânico
  • Volume de cliques: Para a maioria dos tipos de resultado, qualquer clique que envie o usuário a uma página fora da Pesquisa Google é contado como um clique
  • CTR: Taxa de cliques, que representa a contagem de cliques dividida pela contagem de impressões
  • Taxa de rejeição: Uma rejeição é uma sessão de página única no seu site. No Google Analytics, a rejeição é calculada especificamente como uma sessão que aciona uma solicitação única ao servidor/li>

Decisão de compra

Na etapa de decisão de compra o usuário já tem os valores e demais custos de execução do projeto. Nesse momento o interessante é agregar mais valor a execução do projeto, pois o usuário está aberto a justificativas dos valores dos orçamentos.

Métricas

Facebook
  • Volume de cliques: O volume de cliques gerado por cada compartilhamento e campanha
  • Conversões assistidas: O volume de conversões assistidas por cada compartilhamento e campanha
  • Conversões de último clique: O volume de conversões de último clique de cada compartilhamento e campanha
Links Patrocinados
  • Volume de cliques: Para a maioria dos tipos de resultado, qualquer clique que envie o usuário a uma página fora da Pesquisa Google é contado como um clique
  • CTR: Taxa de cliques, que representa a contagem de cliques dividida pela contagem de impressões
  • Conversões: Uma ação que é contabilizada quando alguém interage com seu anúncio e, em seguida, realiza uma ação que você definiu como valiosa, como uma compra on-line ou uma chamada para a sua empresa a partir de um celular
  • Conversões assistidas vs último clique: As conversões assistidas de determinado canal representam todas as conversões em que esse canal não foi a última interação. As conversões de último clique são aquelas em que o canal foi a última interação
  • Custo por conversão: Mostra o custo médio de uma conversão. Ela representa o custo dividido pelas suas conversões
Busca Orgânica
  • Volume de cliques: Para a maioria dos tipos de resultado, qualquer clique que envie o usuário a uma página fora da Pesquisa Google é contado como um clique
  • CTR: Taxa de cliques, que representa a contagem de cliques dividida pela contagem de impressões
  • Conversões: O volume de conversões de cada página de serviços que tiveram tráfego originado da busca orgânica
  • Conversões assistidas vs último clique: As conversões assistidas de determinado canal representam todas as conversões em que esse canal não foi a última interação. As conversões de último clique são aquelas em que o canal foi a última interação

Conversões assistidas vs de último clique

Com a web análise podemos identificar quais as campanhas atraem maior tráfego qualificado e quais campanhas conduzem o usuário até a tomada de decisão.

Cada canal digital tem sua importância dentro da jornada de compra online, seja assistindo o usuário nos momentos de reconhecimento de marca, consideração de marca, intenção de compra ou no momento de decisão como canal de último clique.

Saber em qual momento cada canal digital gera o melhor resultado auxilia muito no planejamento e otimização de campanhas.

Conversões Assistidas

As conversões de assistência são todas aquelas em que um canal fez parte de uma conversão mas não foi o canal de última interação. Digamos que diversas campanhas estão ativas em diversos canais digitais, tais como: Facebook, Instagram, Twitter, AdWords, Email Marketing, Busca Orgânica, etc., se o usuário foi impactado por todas essas campanhas mas o último canal antes dele converter foi o Facebook então todos os outros canais anteriores ao canal de último clique são considerados canais de conversões de assistência.

Conversões de Último Clique

As conversões de último clique são aquelas em que determinado canal foi a última interação antes da conversão. Digamos que diversas campanhas estão ativas em diversos canais digitais, tais como: Facebook, Instagram, Twitter, AdWords, Email Marketing, Busca Orgânica, etc., se o usuário foi impactado por todas essas campanhas mas o último canal antes dele converter foi o Facebook então o Facebook é um canal de conversão de último clique.

Utilizando ferramentas de automação de marketing

As ferramentas de automação de marketing tornam possíveis a criação, execução, planejamento e gestão das diversas campanhas de marketing digital nos diversos canais.

Saber quais são as principais funcionalidades e como aplicá-las nos diversos momentos da jornada de compra é o que garante ótimos resultados.

AdWords

O AdWords possui diversas funcionalidades de automação de marketing para as campanhas de links patrocinados.

Funcionalidades de otimização de orçamento das campanhas são ótimas para acelerar a geração de leads, vendas e atração de tráfego qualificado.

O poder do remarketing

O remarketing é uma ótima funcionalidade para automação de campanhas de links patrocinados.

Com ela você consegue definir listas de usuários que interagiram com anúncios específicos e exibir anúncios diferenciados para esses usuários.

O remarketing permite que você conduza os usuários nos diversos momentos da jornada de compra.

Para cada momento você pode ter anúncios com CTA’s coerentes que são exibidos para usuários que interagiram ou visualizaram anúncios do momento anterior.

Facebook Ads

O Facebook Ads permite a criação de anúncios em diversos formatos.

As possibilidades de segmentação de público e a utilização do recurso de pixel de conversão permite um rastreamento bem completo do comportamento dos usuários que acessam o site a partir dos anúncios e publicações impulsionadas.

O poder dos públicos personalizados

O Facebook Ads permite diversas segmentações de públicos-alvo.

O uso do pixel de conversão, junto com a segmentação de dados demográficos, comportamentos, e tópicos de interesse permite atrair muito tráfego qualificado e ainda nutrir um lead durante o processo de negociação com a equipe de vendas.

Um público personalizado muito interessante de criar e que pode atrair grande tráfego qualificado é o público semelhante. Com a criação de uma lista de usuários que converteram em algum página do site ou a criação dessa lista por meio de uma lista de contatos de emails possibilita a criação de um público semelhante. O Facebook vai exibir os anúncios e posts impulsionados somente para usuários com o perfil semelhante ao perfil dos usuários da lista de criação. Com essa segmentação você vai atrair um tráfego qualificado de usuários novos que nunca interagiram com a fan-page.

Produção de conteúdo e inbound marketing

A produção de conteúdo é o pilar da maioria das estratégias de marketing digital. Existem diversas estratégias que utilizam a produção de conteúdo para atrair tráfego qualificado e gerar mais leads.

Inbound Marketing

O inbound marketing ainda é uma estratégia que utiliza a produção de marketing mas tem um foco bem maior em conteúdos exclusivos que são disponibilizados para os usuários após os mesmos preencher algum formulário de cadastro para obtenção de conteúdos exclusivos.

Hoje vemos o conceito de Landing Pages explorar muito essa estratégia.

É bem oportuno corrigirmos o conceito de Landing Page muito difundido no Brasil. Landing Page que dizer página de entrada. O Google Analytics popularizou muito isso a anos. Faz parte de toda estratégia de otimização de conteúdo para busca orgânica e demais compartilhamentos nos demais canais identificar quais são as principais páginas de entradas dos usuários no site. Essa página é a Landing Page ou página de aterrissagem do usuário. O que vemos hoje é o mercado chamando hot sites de Landing Page e isso gera um ruído bem grande na análise de resultados e impacto em diversas métricas de web análise como a taxa de rejeição por exemplo.

SEO – Otimização para mecanismos de busca

SEO – Search Engine Optimization é o conjunto de técnicas que tem como objetivo posicionar uma página nas melhores posições nos resultados de busca orgânica (Google e Bing por exemplo).

A importância da web análise

Você até pode aplicar técnicas de SEO e de forma intuitiva produzir conteúdos relevantes que podem impulsionar páginas nos resultados orgânicos, mas com a erva análise o tempo, assertividade e foco nos resultados são garantidos.

O uso de dados estruturados

Dados estruturados são metadados que são utilizados pelas mecanismos de buscas para obter informações relevantes e de fácil leitura para exibir resultados mais ricos e detalhados.

A utilização de dados estruturados é bem simples e de fácil entendimento. Resultados diferenciados obtidos através do uso de dados estruturados atraem muito tráfego.

O uso de ferramentas de indexação – Google Search Console

O Google Search Console é uma ótima ferramenta que vai identificar diversas correções necessárias nas suas páginas para que você obtenha melhores resultados nas buscas orgânicas.

Por meio dela você pode enviar URLs de novos conteúdos, identificar quais palavras-chave e páginas atraem mais tráfego.

Por meio dela você também pode enviar dados estruturados para o mecanismo de busca de forma bem simples.

Link building e o poder das referências

O link building é uma das técnicas primordiais para SEO e uma das mais importantes. Basicamente o linkbuinding é a geração de referências de outros sites para o seu site.

Essas referências podem ser espontâneas ou não. Por questões de segurança e garantia de resultados o melhor é que sejam espontâneas. O Google é bem rigoroso com a troca de links. Lembre-se que a relevância é o principal fator de sucesso na geração de referências.

Links de sites e conteúdos relacionados ao seu tem um peso muito maior do que links em sites de assuntos diferentes.

3 dicas de ouro para link building

1 – Tenha uma produção de conteúdo de alta relevância e original. Um ótimo conteúdo gera no mínimo maior engajamento por parte dos usuários e assim uma chance bem maior de compartilhamentos.

2 – Seja ativo na comunidade de produtores de conteúdo. Comentar, curtir e compartilhar conteúdos de outros blogs, fóruns e portais de conteúdo pode motivar uma referência de troca de forma mais espontânea. Faça um levantamento das principais páginas e acompanhe os autores nas principais redes sociais. Retweet, curta, comente e compartilhe, lembre-se que a comunidade necessita fortalecer-se e com certeza a comunidade vai retribuir você.

3 – Utilize o Google Search Console e Google Analytics para identificar os links externos que apontam pro seu site e medir a qualidade do tráfego gerado por essas referências.

Link baiting e o poder da polêmica

O link baiting quer dizer iscas para links. É todo o conteúdo que atrai maior atenção dos usuários e que tem forte tendência a gerar compartilhamentos.

Assuntos polêmicos são um bom exemplo de link bait. Geram alta taxa de cliques e têm uma tendência de alto engajamento. Mas assuntos objetivos e que entregam algum valor para o usuário também podem ser considerados links baits. Listas de dicas, listas de erros, passo a passos, são outros exemplos.

Esses conteúdos geram grande atração pelo título, então considere pensar bem nas melhores formas de apresentar seu conteúdo e utilize de boas CTA’s. Além de citar o assunto polêmico ou as listas de dicas, chame o usuário para alguma ação mais imediata.

Exemplo: Não deixe de ver as 10 super dicas para atrair mais tráfego qualificado para o seu negócio! (O uso da exclamação é proposital)

Estrutura de links internos

Outra técnica muito importante para SEO é a organização da estrutura interna das urls do site.

É muito importante definir quais páginas serão as responsáveis por cada grupo de palavras-chave. Outros conteúdos podem até falar do mesmo assunto e devem fazer isso para aumentar a quantidade de páginas relevantes sobre o assunto, mas é importante definir qual a página referência interna no topo que você quer que seja otimizada a fim de buscar as melhores posições nos resultados orgânicos quando algum usuário fizer uma busca por determinada expressão.

O segredo é pensar em uma árvore onde a principal página é a raiz e as demais (galhos e folhas) se ligam a raiz de alguma maneira, no nosso caso o link, no caso da árvore o tronco.

É importante não só os algoritmos de indexação identificarem essa estrutura mas principalmente os usuários. Eles devem saber de referências internas do conteúdo com maior relevância sobre o assunto.

Email Marketing

O e-mail é o recurso de comunicação mais utilizado pela maioria dos usuários. Por ele recebemos todo tipo de informação, bancária, arquivos, atualização de senhas, solicitações de atualização de dados e muito mais. Mas o e-mail é muito utilizado para receber conteúdo e publicidade.

O inbound marketing é um exemplo de uso de ferramentas de email marketing para armazenamento dos dados dos formulários de solicitação de acesso aos conteúdos.

Campanhas promocionais de e-commerce também utilizam muito ferramentas de email marketing para aumentar as vendas.

Com o uso de funcionalidades de automação de marketing pode-se criar diversos fluxos de relacionamento com um base de contatos.

Essas automações fazem disparos de emails automaticamente sempre que um determinada ação for executada pelo usuário ou sempre que uma determinada data e horário for agendado para um ação de disparo de campanhas.

Nutrição de leads

A nutrição de leads é a utilização de ferramentas de automação de marketing com o objetivo de qualificar e nutrir o lead durante a etapa de decisão de compra.

Na maioria das estratégias de nutrição de leads é utilizada ferramentas de email marketing com fluxos de relacionamento próprios para contatos de uma base de emails que são leads mas ainda não efetivaram a compra.

Esses fluxos de relacionamento utilizam conteúdos relevantes e que tem maior potencial em estimular o lead a decidir pela marca na compra.

Utilizando Lead Scoring

O Lead Scoring é um recurso utilizado para pontuar o lead dentro do fluxo de nutrição de leads.

Para cada ação executada pelo lead nos emails enviados o contato é pontuado e dependendo da pontuação ele é movido para uma nova lista de disparo ou recebe novos emails durante a nutrição.

Diversas ações podem contar pontos, seja: o clique em determinado link no corpo do email, a abertura do email, a visualização de uma determinada página após o recebimento do email, etc.

Ferramentas inteligentes de automação de marketing permitem que diversas outras ferramentas de marketing sejam integradas na ferramenta de email marketing ampliando as possibilidades de nutrição de leads e uso do Lead Scoring com maior inteligência e assertividade.

O importante é trackear todas as url’s disponibilizadas no e-mail e acompanhar quais conteúdos e modelos de email de nutrição geram melhores resultados. Para uma análise detalhada do comportamento dos leads utilize o Google Analytics e filtre o tráfego originado das campanhas de nutrição.

Utilize UTM’s para rastrear o comportamento do tráfego

O Google disponibiliza um recurso para rastrear a origem, campanha e mídia do tráfego. Esse recurso utilizado variáveis que compõem as url’s compartilhadas nos diversos canais. São variáveis chamadas de utm’s e o Google disponibiliza uma ferramenta de fácil uso para criação de url’s com as UTM’s.

Utilizando Landing Pages da maneira correta

Como comentado anteriormente landing pages são páginas de entrada do usuário no site. Torno a chamar a atenção de que landing não são hotsites! Hoje muitos profissionais e agências digitais vendem hot sites chamando de landing pages e isso gera muito ruído no momento de criar estratégias e planejamento de campanhas.

O próprio Google Analytics tem diversas métricas que podem ser avaliadas em cada página quando as mesmas são visualizadas como páginas de entradas.

Sabendo que a landing page é a página de entrada do usuário no site podemos através de programação identificar a origem do usuário e assim customizar a página de entrada de uma forma mais atraente e relevante para o usuário.

Imagine que o usuário chegou até a página por meio da busca orgânica ou do Facebook. Agora imagine essa página de entrada sendo customizada com cores diferentes para usuários do Google e outras cores para usuários do Facebook? Você pode medir resultados e fazer diversos testes com o objetivo de melhorar a experiência do usuário e aumentar o tráfego qualificado.

O poder dos formulários de conversão

Os formulários são um ótimo recurso para gerar leads. É por meio deles que a maioria dos negócios digitais gera vendas retendo os dados de contato e utilizando tanto esses dados para a equipe de vendas entrar em contato e negociar com o quanto quanto para estratégias de automação de marketing como a nutrição de leads.

É importante utilizar boas CTA’s nos formulários de contato. Faça chamadas que agreguem valor na solicitação de contato. Utilizar uma chamada como: “Solicite Agora o contato de um Especialista” é bem melhor que “Fale conosco” concorda? :)

Utilizando um Funil de Marketing

O funil de marketing é uma metodologia aplicada em ferramentas de automação de marketing para criar, planejar, executar e gerenciar campanhas de marketing com o objetivo de atrair tráfego qualificado, converter esse tráfego em leads e qualificar esses leads para a equipe de vendas.

Etapas do funil

O funil de marketing é dividido nas seguintes etapas: Topo do Funil ou TOFu (Top Of the Funnel), Meio do Funil ou MOFu (Middle Of the Funnel) e Fundo do Funil ou BOFu (Bottom Of the Funnel).

Utilizando um Funil de Vendas

Pense na jornada de compra online multicanal no momento de utilizar o funil de marketing como metodologia para criar as campanhas. A nutrição de leads junto com o uso de lead scoring vai auxiliar muito a gerenciar e pensar nos diversos fluxos de relacionamento e automação de marketing principalmente na última etapa do funil ou fundo do funil como é chamado.

Etapas do funil

Topo do funil – No topo do funil é onde deve ser pensado todo o conteúdo e campanhas que tem como principal objetivo atrair tráfego para o site. Nessa etapa conteúdos mais genéricos gerar melhores resultados. Então conteúdos que descrevem conceitos, e justificam o uso de determinada técnicas, solução, produto ou serviço são ótimos tópicos para o topo do funil.

Meio do funil – No meio do funil você pode produzir conteúdos que ensinam passo-a-passo como aplicar determinado conceito ao negócio e como utilizar ferramentas que melhor se aplicam determinadas técnicas.

Fundo do funil – No fundo do funil é válido utilizar casos de sucesso de aplicação de técnicas e soluções em negócios que utilizaram a sua solução para resolução do problema e é nesse momento que você pode atrair o usuário para uma promoção ou teste gratuito da sua solução.

Quer contratar uma consultoria especializada em Marketing Digital

Alguns dos planos que disponibilizo para consultoria contempla otimização de campanhas para Instagram, Facebook, SEO, Automações de marketing, Google AdWords além de um relatório mensal de performance. Você pode dar uma olhada nos planos aqui.